Sinto-me ofendida

Não só pelo facto de que hoje fui fazer análises e eu e as agulhas não somos definitivamente as melhores amigas (fala quem quer fazer até agora 9 tatuagens). Mas pelo simples facto de que há pessoas que das duas uma, ou não pensam ou têm dinheiro a mais. 

Vi agora uma frase que dizia o seguinte: “O mundo é um livro e aqueles que não viajam só lêem uma página” e costumo ver outras do género que literalmente insinuam que as pessoas que não viajam, não sabem aproveitar a vida e ver as maravilhas que o mundo tem, não ganham mais cultura e estão a desperdiçar a única vida que têm. Pois deixem-me dizer que por mais filosóficas que certas frases possam ser não deixam de ser ofensivas uma vez que nem toda a gente tem possibilidades de viajar, porque infelizmente quando chove, não chovem notas de 500€ mas sim água e não é por plantar uma moeda de 1€ que nasce uma árvore com bolsas cheias de moedas de 2€. Ou muito provavelmente fumaram umas ganzas e viram a China ao virar da esquina. É que sinceramente. 

Advertisements

50 Sombras de Grey

ImagemAcabei finalmente de ler o primeiro livro da tão falada trilogia. Já tinha ouvido falar anteriormente por várias pessoas, tinha colegas minhas a ler e tinha uma certa curiosidade mas nada de mais e acabei então por esquecer. Nunca tive paciência para ler livros e nunca li nada mais do que fan-fiction’s em blogs, uma vez que também as escrevia. Sim é verdade este foi o meu primeiro livro e para primeiro foi uma óptima escolha na minha opinião, mas admito que não percebo porquê tanto murmúrio, pedi então o livro emprestado a uma colega da minha mãe para matar o mistério. Eu sinceramente não me submeteria a nada do que a Anastasia se submeteu, por mais que gostasse dele tinha-o mandado dar uma volta e não percebo como há mulheres que ficam excitadas com aquilo e fazem comentários do género (atenção maiores de 18 anos): “tu mal acabares de ler um capítulo vais estar tão excitada que vais ter vontade de te tocar” e sim eu ouvi isto e fiquei com uma ideia de que seria erótico ao ponto de uma mulher se sentir assim mas depois de ler percebi que aquilo só me dava era vontade de bofetear o Christian e peço desculpa pelos meus comentários serem tão directos. No entanto tirando essas partes a história em si deu-me vontade de também escrever um livro, não erótico, talvez com uma cena ou outra de sexo mas deu-me vontade, no entanto duvido que o faça até ganhar a minha total independência, preciso de aprender mais coisas e passar por mais experiências para construir algo mais sólido, ter uma vida mais “pacífica” para me dar mais inspiração e não ser interrompida, enfim passando novamente ao livro. Foi uma óptima leitura e acho que já deu para reparar que gosto bastante de coisas luxuosas e o livro trouxe-me algumas partes desse mundo o que me deixou fascinada, não que esteja a pedir para conhecer um milionário e que ele me dê um Audi, um Macbook e um BlackBerry mas deu-me um pequeno gosto, o final sinceramente não estava à espera, foi bastante surpreendente e gostei porque dá aquela vontade de saber o resto da história, mas se acabasse mesmo assim também não me ralava, mas isso sou eu porque acho a atitude dela compreensível apesar de dar pena. Em princípio começo a ler As 50 Sombras Mais Negras ainda hoje e mal posso esperar para saber o resto.

50 Shades of Grey

Imagem

Depois de o mundo inteiro já o ter lido chegou a minha vez. É a primeira vez que pego num livro para ler e tinha logo de ser o 50 Shades. Sim, nunca li um livro a sério, nunca me dirigi a uma livraria para me perder em livros e o máximo que chego à literatura é quando leio ou escrevo fan-fiction’s. Sempre fui mais de filmes que livros, no entanto mal ouvi dizer que em princípio o filme será mais adaptado para o romance do que propriamente às cenas sexuais e à verdadeira essência do Mr. Grey decidi ler o livro e também para me entreter porque eu sou uma pessoa que não consigo estar parada e rapidamente entro numa onda de tédio que nunca mais acaba. 
Identifico-me bastante com a Anastasia em certos aspectos, principalmente no romance, o facto de nenhum homem lhe conseguir captar a atenção e ter poucos mas bons rapazes aos pés dela dispostos a fazê-la feliz no entanto ela não está nem para aí virada e só quer no máximo a amizade deles. Querida, como te compreendo. Depois a sinceridade dela a escapar-se-lhe por entre os lábios ou mesmo os pensamentos audíveis demonstrando alguma atitude autoritária mas não passando ela de uma rapariga demasiado simples, desastrada, tímida e calma, sou igual, mostro-me simples e calma e então toda a gente me julga uma florzinha de estufa mas quando abro a boca é para deixar cair o queixo a muita gente. Ela é submissa eu  é dependendo dos aspectos, sou mais dominadora do que submissa.
Ainda vou a menos de metade do livro, mas estou a adorar.